Image and video hosting by TinyPic

Visite-nos também no 

Marcha "Do Castelo com Farol à vista"

22-04-2012 09:00

p>  

 

 Percurso  Esta atividade de lazer irá proporcionar mais uma jornada de convívio aos amantes da prática física e desportiva nos grandes espaços naturais, contando com a excelência das paisagens do Cabo Espichel. O percurso tem início no interior do castelo de Sesimbra, saindo pela porta do lado Norte e descendo pelo trilho na mata, ao encontro do bonito porto de pesca e do Forte do Cavalo. Continuando para Sul, sempre com excelentes vistas do oceano, chegamos à aldeia da Azóia. Já na parte final, entramos nas ruinas do Forte da Baralha, com o mar sempre presente. Após passagem junto ao farol, terminamos o passeio no santuário da Senhora do Cabo, com as lendas da Pedra da Mua e as maravilhas do Cabo. Ler enquadramento paisagistico, histórico e muito mais

 Local  Sesimbra

 Ponto de encontro  8H45 – Castelo de Sesimbra

 Coordenadas GPS  38º27´05.22 N   9º06´29.05 W

 Início  9H00

 Inscrições  até dia 19 de Abril  – 5ª feira  

 Grau de dificuldade  3 (escala 0 a 5). Alguns desníveis algo acentuados, exigindo razoável condição física. Extensão total de cerca de 18 klms.

 Custos  5€. Faz parte integrante do custo da actividade.

Apoio Técnico, apoio logístico nos locais de acessibilidade da carrinha do Cimo, Seguro para todos os participantes, reforço de água, fruta e barrinhas.

Nota: O transporte de regresso ao castelo de Sesimbra será feito na carrinha do CIMO, começando pelos condutores das viaturas.

 Observações / recomendações 

- por razões de organização e segurança, os participantes devem respeitar as indicações e orientações transmitidas pelo guia e demais colaboradores do CIMO.

- cada um deve levar um pequeno estojo pessoal de material de 1ºs socorros, bem como medicamentos que esteja a tomar regularmente.

- levar roupa, agasalhos, boné ou chapéu, e calçado feito ao pé, preferencialmente botas, de acordo com as condições climatéricas.

- transportar água ( aconselha-se cerca de 1,5 litros por pessoa / dia ) e alimentos para consumo individual.

As montanhas, o mar, e o sol radiante de Sesimbra criam um cenário pitoresco e propício às actividades levadas acabo pelo CIMO.

O Castelo (Mouro) de Sesimbra oferece-nos um miradouro impar, de vistas alargadas sobre uma Vila de pescadores rodeada de montanhas e por um mar de águas cristalinas.

Sesimbra remonta a tempos pré-históricos tendo sido sucessivamente conquistada pelos RomanosVisigodos, Mouros e hoje pelo CIMO.

Partimos do Castelo à conquista de trilhos e vegetação mediterrânica com vistas exuberantes de praias paradisíacas e subidas que nos fazem pulsar o coração, mas que também nos oferecem vistas maravilhosas, sobre o mar e litoral Alentejano.

Já nos encaminhamos para a pitoresca Aldeia da Azoia, com os seus moinhos típicos, actualmente está preservado, o Moinho Da Azoia , edificado em finais do século XIX foi o moinho mais ocidental de uma rede de moinhos eólicos que existiam em vários montes virados a Sul.

Laborou até finais do século XX tendo sido recentemente recuperado e apetrechado para voltar à actividade inicial.

Azoia é uma zona que oferece condições excelentes, para a prática de desportos ao ar livre, PedestrianismoEscaladaMergulho, etc.

A nossa actividade desenvolve-se na vertente Sul entre vegetação e pedras calcárias que deram origem a várias grutas nesta zona quase todas vedadas ao público, destacamos as Grutas das Lapas inexplicavelmente desapareceram.

Daqui tomamos rumo para o Forte de Sº Domingos da Baralha que se localiza entre a Ponta do Cavalo e Cabo Espichel. Foi linha defensiva no século XVII, remodelado em 1640 por ordem de Dº João IV considerado à época, como defesa importante da costa da Arrábida, este forte e a capela no seu interior para invocação ao Senhor Jesus dos Navegantes, encontra-se actualmente abandonado e em ruinas.

Chegados ao Forte da Baralha podemos contemplar a Châ dos Navegantes outrora cais de desembarque. A partir daqui tomamos folego para a última subida suave que nos espera até locais antes produtivos de searas típicas desta região, estamos a caminhar para o célebre Farol do Espichel.

A sua construção data de 1790, e está ligada à primeira iniciativa de iluminar as Costas Portuguesas, conhecidas até à segunda metade do século XVIII como Costas Negras.

O sistema de iluminação foi alterado em 1883, hoje em dia o Farol tem um alcance Luminoso de 26 Milhas.

A caminhada aponta já para a faze final, Cabo Espichel.

Conjunto Histórico do Cabo Espichel. 

Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Igreja Senhora da Ermida da Memória, Casa dos Círios, Casa da Ópera, Casa da Água, Cruzeiro.

Cabo Espichel uma relíquia histórica com a Igreja da Senhora do Cabo, construída há mais de 600 anos, onde se destacam no seu interior pinturas Barrocas um órgão de características do final do século XVIII.

Junto da igreja fica a Ermida da Memória, Capela Abobadada, nas casas de hóspedes (Casa dos Círios = Romeiros) junto a estas ficam as ruinas da casa da Ópera edificada em 1770, a Casa da Água e o Aqueduto com 2,5 Km vindo da nascente de Aldeia de Azoia e o emblemático Cruzeiro

 

 

 

 Informações / Contactos  

email cimoiberico@gmail.com

Tel / Fax 212583029

Tlm 929264499